SUBIR

Vazamento de água: o que fazer ao identificar um em seu imóvel?

Se você já lidou com o vazamento de água em casa pelo menos uma vez, sabe da importância de identificar o problema e encontrar as soluções certas com rapidez. Caso contrário, os transtornos e os prejuízos podem ser bem grandes — principalmente quando envolve os vizinhos.

Há situações em que fica fácil perceber a existência de um vazamento. É o caso de revestimentos começarem a se desprender da parede e as famigeradas manchas de mofo que podem surgir. Contudo, tem aqueles casos “invisíveis”, que não deixam nenhum sinal aparente. Independentemente do caso, é sempre bom contar com a ajuda de um profissional.

Neste artigo, vamos explicar melhor as questões ligadas ao vazamento de água e, para isso, convidamos o Higor Teixeira — coordenador de Assistência Técnica na Cyrela —, que vai dar mais detalhes técnicos sobre o assunto. Quer aprender um pouco mais? Vamos lá!

Como o vazamento de água pode ser identificado?

Cada caso é avaliado individualmente. De maneira geral, é o morador que pode identificar (como no caso do mofo e dos revestimentos descolando) ou um técnico especializado, que vai achar a raiz do problema, mesmo que os sinais não estejam visíveis.

No segundo caso, quando você não tem ciência da origem, é um pouco mais complicado. Porém, ainda assim, sempre existem indícios de um possível vazamento. Nos próximos tópicos, vamos explicar quais são os principais e como eles ajudam a identificar esse problema em casa ou no prédio.

Movimentação de água no vaso sanitário

Você pode fazer um teste colocando um pouco de borra de café no vaso sanitário. Depois de um tempo, verifique se houve alguma diferença. Ela deverá estar no mesmo lugar onde caiu. Se tiver qualquer mudança, é sinal que existe algum movimento na água, o que é um indicativo de vazamento.

Aumento no valor da conta de água

Esse é um sinal claro de que há um vazamento no imóvel e também um dos mais fáceis de identificar o problema. Note o consumo mensal e se a qualquer momento o valor subir consideravelmente sem que exista qualquer explicação para isso, existem grandes chances de o problema existir ali.

Avaliação de um técnico

Se você desconfia ou tem certeza de que existe um vazamento de água, mas não sabe ao certo qual é a origem e quais são as causas, deve acionar um profissional especializado no assunto.

Ele tem todo o conhecimento e as ferramentas necessárias para avaliar o imóvel e oferecer um diagnóstico preciso. A partir dessas análises, ele consegue informar se o problema realmente existe, o que está causando e quais medidas devem ser tomadas para solucioná-lo.

Existem situações bem simples de resolver, como é o caso da simples troca de uma peça. Porém, existem outros que podem necessitar a quebra de alguma parede e até mesmo uma reforma pequena.

O que são vazamentos horizontais e verticais?

Antes de tudo, precisamos explicar do que se tratam e como funcionam as redes em prédios. A tubulação horizontal é formada pelos canos que abastecem as unidades individuais no prédio, ou seja, os apartamentos.

Quando ocorre um vazamento nessa rede, a responsabilidade pelo conserto é do próprio morador. São nesses casos que os apartamentos vizinhos costumam ser afetados, o que pode acontecer com o desprendimento dos revestimentos, mofo nas paredes ou no teto e até mesmo a existência de goteiras.

Se algum conflito surgir na hora de resolver a questão, o síndico pode entrar em ação e servir como um mediador do problema. Ele vai indicar quais são os direitos e deveres de cada um, além de ajudar a achar a melhor solução possível e evitar maiores problemas de convivência no condomínio.

Já a vertical é a responsável por conduzir água e esgoto para os andares. Devido a isso, ela também costuma ser chamada de rede coletora. Qualquer vazamento que ocorrer nela fica sob a responsabilidade do condomínio, mesmo que o problema esteja dentro de um apartamento.

Nesse caso, o papel do síndico é mais atuante. Ele deve ir atrás de soluções rápidas e eficazes para o problema, o que envolve contratar profissionais especializados e controlar o orçamento disponível para os reparos. A agilidade é fundamental para que se evite prejuízos financeiros ainda maiores.

Além dessa visão, que ajuda bastante na hora de atribuir responsabilidades, existem situações nas quais as próprias incorporadoras adotam processos e políticas distintas para a resolução do problema.

No caso da Living, por exemplo, não existe essa categorização entre vazamentos horizontais e verticais. O que se faz é recomendar a identificação da origem do problema por um profissional e, com base nisso, realizar as ações recomendadas.

Como proceder ao identificar um vazamento de água?

De modo geral, quando o morador identificar um vazamento de água, ele precisa entrar em contato com o síndico e informar a situação para que ele possa se programar e realizar as ações necessárias para solucionar a demanda.

A primeira delas, geralmente, é contratar um profissional ou uma empresa especializada nessas questões hidráulicas. Um técnico é direcionado até o local para fazer as análises, identificar a origem, fornecer um diagnóstico e orientar sobre os procedimentos corretos para realizar o reparo. Entre as principais causas, estão:

  • erros em reformas realizadas no apartamento;
  • falta de manutenção nas instalações hidráulicas;
  • possíveis danos no encanamento.

Posteriormente, é o momento de partir para a prática e começar a adotar as ações para que o conserto seja feito da melhor forma possível. Nessas horas, é importante tentar solucionar tudo de maneira amigável, de forma que se evite um transtorno ainda maior para os vizinhos e a administração do condomínio — o que pode levar até a uma ação judicial, em casos extremos.

O vazamento de água pode e deve ser solucionado com rapidez, principalmente para evitar danos e transtornos ainda maiores para os moradores. Por isso, contar com um profissional especializado é essencial para identificar as causas e eliminá-las com eficiência e agilidade. Vale lembrar que, quanto mais rápido isso for feito, menores serão os prejuízos e as consequências do problema para os proprietários e a administração do condomínio.

 

Fonte: Meuliving.



Veja mais Notícias

#paiolmadeiras

CURTA, SIGA E COMPARTILHE AS NOSSAS REDES SOCIAIS: