Entre em contato através do nosso WhatsApp.
Contato Via

Madeira: quais os principais tipos, suas características e como escolher

Publicado em 05 de julho de 2024

A madeira é um dos materiais mais utilizados na arquitetura e construção civil do mundo todo. Da contribuição ao meio ambiente aos atributos físicos mais relevantes, passando pela comodidade no momento da execução, ela traz benefícios que a colocam no topo dos projetos de edificação e reformas. Conheça abaixo suas características e seus tipos mais comuns.

 

MADEIRA, ALVENARIA OU CONCRETO?

Ao comparar com a alvenaria e o concreto, quando devidamente tratada, a madeira tem mais durabilidade, alta resistência (inclusive contra umidade), melhor isolamento térmico e acústico, mais segurança, maior economia de energia e de manutenção e pode conservar suas características por centenas de anos. E por ser um material natural, a madeira traz a sensação de ambientes mais saudáveis para seus moradores, ampliando o conceito de biofilia.

No período da construção, a madeira se apresenta mais leve do que o concreto e a alvenaria, o que torna a sua aplicação mais rápida e simples, sem necessitar de fundações complexas e custosas. Além disso, oferece diversas opções estéticas, permitindo criar uma variedade de estilos arquitetônicos, desde o rústico até moderno. Ela pode ser pintada ou envernizada, de acordo com as preferências de cor e acabamento.

 

USAR MADEIRA NA CONSTRUÇÃO É SUSTENTÁVEL?

Sim! Uma vez que, quando proveniente de manejo florestal legal, a madeira é um material renovável e sustentável, o que ajuda também a proteger as florestas. Bem diferente do aço e do concreto, que usam minérios em sua composição, não são renováveis e geram impactos ambientais na sua extração. Além disso, a construção feita de madeira produz menos resíduos, ou seja, é uma opção mais ecológica.

 

ONDE USAR A MADEIRA EM CASA?

De acordo com Rodrigo Chitarelli, diretor presidente da CRAS Brasil, as vantagens da madeira perante outros materiais de construção são evidentes. “O grande desafio para os profissionais é determinar qual espécie usar dentre as diversas possibilidades. Cada tipo possui características únicas que estabelece as suas vantagens e aplicações na construção”. Alizares, assoalhos, blocos, caibros, caixas de porta, decks, garden tiles, granzepes, lambris, ripados, rodapés, ripas, tábuas, vigas e móveis são os usos mais comuns.

 

TIPOS DE MADEIRAS E SUAS APLICAÇÕES

Existem dezenas de espécies de madeira tropical, originárias de áreas legais que possuem manejo florestal sustentável e certificação de cadeia de custódia, entre elas:

Angelim Pedra

  •  Características: extremamente dura e densa, com textura grossa, resistente a danos, desgaste, pragas, fungos e apodrecimento. Possui estabilidade dimensional a diferentes temperaturas e umidade.
  • Cor: castanho-avermelhada a marrom-escuro, com aparência atraente e estética agradável.
  • Vantagens: alta resistência estrutural (uma das mais resistentes) e à umidade, com longa vida útil, pouca manutenção.
  • Aplicação: ideal para aplicações estruturais (vigas e pilares), áreas externas sujeitas a bastante umidade e variação de temperatura, como decks, pisos e escadas. Também é possível usar em portas e janelas e opção para móveis, painéis e revestimento.

Angelim Vermelho

  • Características: densa, dura e textura mediana.
  • Cor: vermelha a marrom-avermelhada.
  • Vantagens: resistente a fatores climáticos, como a umidade, a pragas e fungos, com alta durabilidade e estabilidade dimensional. É uma das madeiras com maior longevidade.
  • Aplicação: adequada para instalações estruturais e contenção (como vigas, linhas, terças, caibros, ripas), instalações externas sujeitas umidade e para área de alto tráfego (corredores e área comuns).

Cedrinho

  • Características: macia e leve, com densidade mais baixa e textura fina.
  • Cor: clara, rosada a avermelhada.
  • Vantagens: cheiro agradável e, por ser leve, é fácil de trabalhar e possui resistência natural a insetos como cupins.
  • Aplicação: usada em marcenaria, para revestimento e acabamentos interiores, esquadraria, molduras e rodapés, além de treliças e cercas. Adequada para projetos que precisem de moldagem ou entalhe.

Cumaru

  • Características: densa e extremamente resistente, com textura média. Uma das madeiras mais duras.
  • Cor: marrom-claro a marrom-escuro.
  • Vantagens: excelente durabilidade e alta resistência ao desgaste, contra pragas, fungos e fatores climáticos. Tem alta longevidade, exigindo pouca manutenção.
  • Aplicações: escolha ideal para estruturas de sustentação, aplicações em áreas de alto tráfego e ambientes externos e espaços sujeitos à umidade e variações de temperatura. Pisos, decks, terraços, vigas, pilares, estruturas de telhados e fachadas são alguns exemplos.

Garapa

  • Características: moderadamente densa, um pouco mais leve, mas resistente.
  • Cor: amarela a amarelo-ouro.
  • Vantagens: resistente a pragas, fungos e alterações climáticas. Por ser menos densa, é mais fácil de trabalhar.
  • Aplicações: ambientes externos e áreas com alta umidade, como decks, pisos e estruturas exteriores.

Ipê

  • Características: alta qualidade, sendo uma das mais densas e duras.
  • Cor: marrom a marrom escuro.
  • Vantagens: extremamente resistente e durável. Tem eficiência contra pragas, fungos e alterações de temperatura e umidade. Vida útil bem longa e com pouca manutenção.
  • Aplicações: ideal para construção de longo prazo e ambientes externos (decks, pisos, fachadas e estruturas externas), áreas de tráfego alto, estruturas de sustentação (vigas e pilares).

Itaúba

  • Características: alta resistência e densidade de moderada a alta.
  • Cor: inicialmente apresenta tonalidade amarelada, mas com o passar do tempo se torna marrom-escuro.
  • Vantagens: alta resistência, resistente a pragas, fungos e agentes atmosféricos. Opção mais econômica.
  • Aplicações: ideal para projetos de construção de vida útil longa, ambientes externos e áreas com alta umidade, como decks e pergolados. Locais de alto tráfego também podem receber esse tipo de madeira.

Jatobá

  • Características: dura e resistente.
  • Cor: marrom a marrom-avermelhada.
  • Vantagens: durabilidade extrema e resistente ao desgaste. Eficiente contra cupins e fungos.
  • Aplicações: área de grande tráfego, estruturas de sustentação (como vigas, pilares e telhados), decks, terraços, pisos e estruturas exteriores.

Maçaranduba

  • Características: com alta densidade, possui alta qualidade, resistência e durabilidade.
  • Cor: vermelha a marrom-avermelhada.
  • Vantagens: é um das madeiras mais duráveis, com cheiro praticamente imperceptível e resistência a pragas, fungos e intempéries.
  • Aplicações: madeira mais indicada para telhados, construção de galpões. Indicada também para áreas de alto tráfego, decks, terraços e áreas de lazer, além de estruturas de sustentação (como vigas, pilares e telhados).

Muiracatiara

  • Características: densidade média a alta, muito pesada e dura.
  • Cor: marrom-avermelhada, com rajadas escuras.
  • Vantagens: alta durabilidade, naturalmente resistente a pragas, fungos e agentes atmosféricos.
  • Aplicações: ambientes externos, pisos e decks, pisos internos e externos, especialmente em áreas de alto tráfego, como corredores e áreas comuns, portas e janelas. Boa opção para painéis e revestimento.

Pequiá

  • Características: dura, com densidade média e alta, cheiro suave.
  • Cor: amarelo pardo ao bege escuro.
  • Vantagens: alta resistência e durabilidade, naturalmente resistente a pragas, fungos e agentes atmosféricos. Bom acabamento, aceita bem aplicação de verniz, pintura e polimento.
  • Aplicações: excelente para estrutura de telhados, pergolados e decks. Também utilizado em construções pesadas e exteriores de longo prazo, decks e terraços. Usado em pisos internos e externos, incluindo áreas de tráfego alto.

Tauari

  • Características: densidade média, com uma opção equilibrada entre resistência e facilidade de trabalhar.
  • Cor: amarelo-pálido a amarelo-escuro.
  • Vantagens: alta durabilidade, resistência natural a pragas, fungos e variações de temperatura e umidade.
  • Aplicações: Madeira versátil que pode ser utilizada em diversas estruturas, passando principalmente pelos pisos, porta e janelas.

Fonte: casa.abril.com.br.