Entre em contato através do nosso WhatsApp.
Contato Via

Tendências de decoração 2024: 15 apostas para ficar de olho

Publicado em 14 de junho de 2024

13. Natureza indoor

Nos últimos anos a presença da natureza dentro de casas e apartamentos começou a ser apontada como uma tendência de design de interiores e isso vem se fortalecendo com o passar do tempo. “É vital para todos nós. Esperamos que as pessoas percebam isso cada vez mais! As plantas trazem uma sensação de bem-estar, leveza, calma e transformam um imóvel em um lar. Além disso, para nós, a vegetação é peça-chave na decoração. As formas orgânicas e variadas das plantas, o movimento que elas trazem para o espaço, são complementares à arquitetura”, explica Nabila Sukrieh.

Sob o olhar de Melina Romano, hoje as pessoas estão buscando mais praticidade para ter a natureza dentro de casa. “Há muitas soluções de vasos diferenciados, hortas e até mesmo iluminação específica para as plantas, já que, eventualmente, há locais internos que não são bem iluminados”, explica. Dessa forma, a arquiteta acredita que as empresas estão se movimentando para criarem soluções cada vez mais criativas e práticas para que as pessoas possam incluir cada vez mais plantas no ambiente doméstico. “Em cidades cosmopolitas, como São Paulo, as plantas significam vida e vida é o que as pessoas querem ter dentro de casa”, conclui.

14. Tecnologia para além do entretenimento

Certamente você tem um assistente de IA na sua casa e passou a pedir música para ele. Isso porque as caixinhas de som dotadas de uma persona virtual ganharam popularidade nos últimos anos e devem estar ainda mais presentes nos lares, mas com funções mais ligadas à organização e segurança. “Considerando-se que as novas moradias se tornarão mais conectadas, eficientes e inteligentes na próxima década, a tendência que toma força em 2024, pensando nos assistentes de IA, é que um único produto passe a desempenhar cada vez mais funções”, analisa Naia Silveira.

Estes dispositivos tendem a simplificar diversas atividades domésticas em casas hiperconectadas e podem gerenciar a iluminação, temperatura, sistemas de segurança e eletrodomésticos. “Além disso, esses assistentes podem oferecer lembretes para a manutenção da casa, criar agendas automatizadas e até mesmo aprender padrões de comportamento para antecipar as necessidades dos moradores”, explica Ale Salles. A Samsung, por exemplo, lançou recentemente a plataforma Samsung Food, que é um assistente pessoal de cozinha que oferece receitas personalizadas e conselhos sobre dieta ao morador, além de gerenciar o estoque de ingredientes e controlar remotamente os eletrodomésticos.

A arquiteta Melina Romano aposta no crescimento da automação residencial, que antes era menos acessível. As novas gerações estão absorvendo melhor a ideia dessa tecnologia, que está evoluindo bastante, e entendendo que isso pode facilitar muito o dia a dia doméstico. “Hoje em dia a automação é uma realidade, inclusive, para projetos de metragens menores, como os estúdios. No meu escritório, a gente consegue colocar em quase 100% dos nossos projetos, independente do tamanho e da complexidade, porque os clientes sempre pedem isso”, revela. A profissional explica, ainda, que a automação inclui desde fechaduras eletrônicas até projetos luminotécnicos mais complexos.